15 junho 2016

A intolerância do dia-a-dia e porque deve-se controlar o acesso as armas

Mais um atentado nos Estados Unidos, algo quase rotineiro para os americanos. Só que dessa vez não foi numa escola ou faculdade, onde é mais comum,  mas numa boate gay.  Por isso o crime tem clara motivação de intolerância sexual. É deplorável que em pleno século XXI ainda tenhamos que conviver com atos como esse. Como o ser humano chega a esse ponto de intolerância? É preciso ter muita falta de compaixão para não respeitar o próximo e chegar ao extremo de agredir o outro. Falta amor no mundo. Falta empatia. Mas, não pense que para ser intolerante tem que chegar ao extremo de atirar em minorias sociais, atos do dia-a-dia, como piadas contra LGBT, negros, mulheres etc são pequenas ações que legitimam quando alguém pega uma arma e atira nessas pessoas. Não adianta se chocar com esse atentado e achar que ser gay é algo ruim. É preciso repensar as atitudes e ver se você não está compactuando com a violência.
Outro ponto a ser considerado nesse terrível atentado é o fato de que nos Estados Unidos é muito fácil conseguir armas, por isso há tantos massacres. Só em 2015 foram 294 massacres em 274 dias. Foram mais massacres do que dias. É um dado alarmante que prova que os EUA precisam urgentemente rever sua lei de armamento. Estados com leis mais rígidas de acesso a armamentos apresentam menos mortes segundo o estudo do economista Richard Florida. Então, isso comprova que o caminho é fazer leis mais severas para que casos como esse não voltem a se repetir. Barack Obama quer impor leis que criem maior controle sobre as armas, mas é impedido pelo congresso, em que grande parte do setor armamentista está inserido. Afinal, quantos massacres precisarão ocorrer para que percebam que essa lei atual precisa mudar?

Porque você prefere ver dois homens segurando armas do que de mãos dadas
Fotos: Ribs e We heart it

3 comentários:

  1. O problema dos americanos é o mesmo da maioria dos países capitalistas :a sociedade se preocupa mais em ter, em poder do que em ser, conviver, compartilhar! Para uma nação assumidamente cristã, eles precisam evoluir muito! Na verdade, cada um de nós precisamos nos esforçar ao máximo para respeitar o nosso próximo e aceitá-lo como ele é 6

    ResponderExcluir
  2. O problema dos americanos é o mesmo da maioria dos países capitalistas :a sociedade se preocupa mais em ter, em poder do que em ser, conviver, compartilhar! Para uma nação assumidamente cristã, eles precisam evoluir muito! Na verdade, cada um de nós precisamos nos esforçar ao máximo para respeitar o nosso próximo e aceitá-lo como ele é !Graça Santa Rosa

    ResponderExcluir
  3. O problema dos americanos é o mesmo da maioria dos países capitalistas :a sociedade se preocupa mais em ter, em poder do que em ser, conviver, compartilhar! Para uma nação assumidamente cristã, eles precisam evoluir muito! Na verdade, cada um de nós precisamos nos esforçar ao máximo para respeitar o nosso próximo e aceitá-lo como ele é !Graça Santa Rosa

    ResponderExcluir

© Pequenos Devaneios - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo