10 setembro 2016

Precisamos falar sobre suicídio

Hoje é o dia mundial de prevenção ao suicídio, e esse dia é mais que necessário. A cada quarenta segundos uma pessoa se mata. Só no brasil 25 pessoas se matam por dia. São dados alarmantes e que nos fazem pensar. Mas, infelizmente o suicídio é visto como tabu e essa é uma das razões para o número de suicídios ser tão grande. Cerca de um milhão de pessoas se matam por ano! O fato de muitas pessoas só pensarem em si, aumenta o número de casos de suicídios. É preciso que os indivíduos pensem mais nos outros e não só em si. Um ato importante e que pode diminuir drasticamente o número de pessoas que se matam, é a prevenção. Cerca de 90% das pessoas que tiram a própria vida, dão sinal que vão fazê-lo. Então, é preciso estar atento aos sinais. É preciso levar a sério quando alguém diz que quer morrer, pois ela pode acabar pondo um fim a sua própria vida e aí vai ser tarde demais para fazer qualquer coisa. Para o suicídio sair da lista de tabus, é preciso que se fale desse assunto. O suicídio é um assunto pouquíssimo discutido no dia-a-dia, o que contribui para que pessoas com ideias suicidas não desabafem, já que muitas vezes quando esse tópico é falado é tratado de uma maneira negativa. A gente pode mudar o fato de pessoas se matarem, porque cada pessoa que se matou, tinha conhecidos, amigos, familiares... É preciso também ter mais compaixão com os sobreviventes de suicídio, os que tentaram e (felizmente) não conseguiram. É preciso se preocupar mais com o outro, e fazer perguntas simples como "está tudo bem?" e está preparado para ouvir um "não, não está" e está disposta a ajudar.

     Os suicidas muitas vezes são tratados como perdedores, que não aguentaram viver, quando na verdade, eles aguentaram muito mais do que qualquer pessoa normal aguentaria. É muito fácil julgar o outro quando a gente não entende. Em 90% dos casos de suicídio, há um transtorno mental associado. Poucas pessoas no mundo sabem o que é viver com um transtorno mental, imagine o que é estar constantemente vivendo entre a loucura e sanidade, entre o abismo de sucumbir na doença e no desejo de viver. É algo bem difícil e só quem possui essa enfermidade entende, então não chame de perdedor alguém que luta todo dia contra uma doença que muitas vezes se torna maior do que ele. Sem falar que existem fatores externos, muitas pessoas passam por situações dificílimas como bullying, perdas, abusos etc. É preciso, antes de tudo, entender o outro. Espero que nesse dia mundial de prevenção do suicídio todos os cidadãos estejam mais conscientes em relação a esse assunto. Se precisarem de assunto ou tiverem alguma dúvida vão a esse site eles tem um chat e um telefone (que é 24 horas) com voluntários treinados para ajudar quem estiver com ideias suicidas. 
Dados: Revista Psique Ano IV Número 38

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Pequenos Devaneios - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo