23 julho 2017

Transporte público no Canadá

Para quem não sabe, eu estou fazendo intercâmbio na cidade de Vancouver no Canadá, que fica no estado de British Columbia. Eu cheguei há pouco mais de duas semanas, mas já andei por vários cantos, e obviamente dependo de transporte público para chegar nesses lugares. Aqui existem três tipos de transportes públicos: Sky Train (mais conhecido por nós brasileiros como o famoso metrô), ônibus e o Sea Bus (mais embaixo vou explicar o que é esse Sea Bus). O transporte público aqui não é tão diferente do Brasil, o que me decepcionou um pouco. Mas tem algumas diferenças sim. Abaixo vou listar cada transporte e citar as maiores diferenças e semelhanças com o Brasil.

Modo de pagamento 
Para entrar no metrô você só pode entrar com um cartão, que você faz na própria estação (mas o cartão em si você compra numa loja, tipo farmácia por exemplo e custa seis dólares). Você pode carregar uma quantia x de dólares que aparecem na máquina ou fazer um plano mensal ou de mais tempo (essa maneira vale mais a pena se você for passar mais tempo aqui ou for morador). Você também pode escolher entre o plano que dá direito a apenas uma cidade (tipo tarifa A no Brasil) ou que da acesso a mais de uma cidade (tarifa A e B no Brasil). Como eu ainda não tinha certeza se ia passar seis meses, eu fiz o plano mensal de poder sair para mais de uma cidade no estado de British Columbia. Foi 121 dólares e alguns centavos. Mas você pode usar ilimitado o Sky Train, o ônibus e o Sea Bus. Então esse plano é bem mais vantajoso para mim, por exemplo, que saio direto e uso o transporte público várias vezes num dia só e todo dia praticamente eu saio. A passagem é um pouco cara (pelo menos eu achei). É $2.75 (zona 1), $4.10 (zona 2) e $5.60 (zona 3). Mas, como tem esse cartão fica bem mais em conta.

Sky Train 
O Sky Train é o que nós conhecemos como metrô. Existem 3 linhas e 49 estações aqui em British Columbia. O metrô é de fácil acesso e corta vários pontos do estado, eu não moro exatamente em Vancouver, moro em Richmond, uma cidade do lado de Vancouver. E eu pego um ônibus e um metrô e desço perto da minha escola. Todo o percurso dura cerca de quarenta minutos ou menos.
90% das vezes o metrô está lotado. Sério. Eu ja andei em todos os horários possíveis e só peguei uma vez vazio. Era 22/23 horas numa terça-feira. É lotado, mas não tão lotado quanto o metrô de São Paulo em horários de pico (já vivi essa cena).  Mas é beeem lotado. Para quem tá acostumada com Rio Doce -CDU (pernambucanos entenderão), não é um choque tão grande, haha. Uma diferença gritante no metrô daqui, é que todos fazem fila na frente das portas e dão um espaço para as pessoas que estão dentro do metrô saírem. E quase todos respeitam. Um ou outro (pouquíssimos, dá para contar no dedo as vezes que vi gente desrespeitando) não esperam os que estão dentro saírem. Mas na maioria das vezes as outras pessoas que estão do lado reprimem essa ação.


Ônibus 
A primeira diferença do ônibus é que não há cobrador. O pagamento da passagem é feito através do cartão ou de moedas (você tem que ter o valor exato da passagem que é dois dólares e alguns centavos). De frente para os assentos há um pequeno "monitor"que aparece o nome na próxima parada. Há também uma voz que fala a próxima parada. Antes de entrar no ônibus há uma fila na maioria das paradas e todos respeitam essa fila. Dando prioridade sempre para idosos, deficientes e grávidas. Os ônibus muitas vezes são lotados, mas menos que o metrô, e em horários que não tem tanta gente você consegue ir sentado (se você for o primeiro da fila ou se o ônibus já não estiver lotado). Tanto no ônibus quanto no metrô, você dificilmente ver um idoso/deficiente/grávida em pé. Geralmente, se eles estiverem em pé é porque querem (diversas vezes ofereci meu lugar a idosos e eles recusaram e até agora não sei a razão). Outra coisa muito interessante é que na frente do ônibus tem lugar para botar a bicicleta. Muito legal, né?



Sea Bus
Esse meio de locomoção é o mais diferente. Creio que não tem no Brasil. É basicamente um ônibus na água(!!!!!!!) surreal, né? Ele só transporta de Vancouver para North Vancouver (outra cidade). A viagem dura apenas 15 minutos e consequentemente ele para na "parada"de 15 em 15 minutos. Cabe 400 pessoas então acho que nunca vai estar lotado. Eu andei nele esse fim de semana e foi uma boa experiência. Ele não balança feito navios ou barcos, é feito um ônibus na água mesmo. Fiquei muito impressionada com esse meio de transporte. Rápido, eficiente e inovador.



As pessoas em geral, não são como no Brasil que quando a porta do transporte público abre eles saem correndo come se a vida deles dependessem disso. É tudo mais tranquilo e mais organizado. Quando um lugar no transporte fica vazio, não tem aquela disputa para ver quem vai sentar primeiro, dão prioridade para quem já estava perto do assento. E mesmo assim já vi diversas vezes lugares vazios e as pessoas em pé. Por qual razão eu não sei hahaha.

Bom, essa é minha impressão do transporte público daqui do Canadá. Lembrando que essa é a MINHA visão e que eu estou falando do estado de British Columbia, não de todo o Canadá. Mas Vancouver é a segunda maior cidade do país, então acho que dá para ter uma noção de como é o transporte público no resto do país. Em geral, é melhor do que do Brasil. Mas também tem muitos defeitos, acho que se o governo oferecesse um número maior de ônibus e metrôs, o problema se resolveria. Outro problema também, é que em cidades sem ser Vancouver, o ônibus só vai até uma hora da manhã, e mesmo assim são pouquíssimos ônibus, um a cada hora mais ou menos. E o metrô só vai até 1h da manhã mais ou menos também. O que impede de quem não mora em Vancouver voltar para casa mais tarde.


© Pequenos Devaneios - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo