10 setembro 2018

A data esquecida

Estamos no Setembro Amarelo, mês dedicado para tirar o estigma do tabu que é o suicídio.Hoje é considerado o dia mundial de prevenção do suicídio. Mesmo esse dia ter sido criado desde 2003, os dados ainda são alarmantes. Cerca de um milhão de pessoas se matam todo ano, e cerca de 10 a 20 milhões tentam suicídio. Números chocantes, pelo menos para mim, mas que parece não causar nenhuma reação na maioria das pessoas. O que me deixa extremamente chateada. 

Desde muito tempo o que é diferente é visto como errado e é julgado. Quem tem doença mental sabe bem o que é isso e a grande maioria dos atos de suicídio é cometido por pessoas que possuem alguma doença mental. Então criou-se uma mentalidade que quem tenta suicídio é doido e ponto final, como se fosse uma atitude isolada, sendo que qualquer um pode tentar tirar a própria vida. Todos estamos sujeitos a tomar essa atitude extrema. É natural que você já tenha pensado em morrer, nem que tenha sido uma única vez. O problema é quando você começa a pensar constantemente e isso atrapalha a sua vida.

O governo brasileiro pouco faz e a população em geral não se importa. Quantas pessoas você viu hoje falando sobre isso? Quantos meios de comunicação deram destaque a esse assunto? Entre os anos de 2011 e 2015 o número de suicídios no Brasil aumentou 12%, segundo dados do Ministério Público. Porém, mesmo assim, o assunto continua em último plano e o número continua aumentando. Quantas vidas precisarão serem perdidas para que  as pessoas olhem com outros olhos esse tópico? Isso me dói profundamente. Me dói pois essas mortes poderiam ser evitadas. Se o governo construísse mais CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), que são centros que acolhem pessoas com algum transtorno mental e lá elas fazem atividades terapêuticas (muito melhor do que os hospitais psiquiátricos atuais). 

Uma pessoa que pensa em suicídio precisa de apoio de familiares e amigos, mas principalmente de ajuda psiquiátrica e de um psicólogo. Os governos tem quem investir em profissionais dessa área para que atendam todos de forma gratuita. Muitas pessoas tentam suicídio porque não tem acesso ao tratamento, o que é um absurdo pois a pessoa está sofrendo de uma doença como qualquer outra e merece respeito e atenção. 



Outro motivo pelo qual os números de suicídio continuam sendo altíssimos, é que as pessoas insistem em jogar esse assunto debaixo do tapete. Esse assunto não é debatido em escolas, e raramente em faculdades e em espaços públicos (pelo menos no Brasil). O que é extramente errado. Para se resolver um problema é preciso discutir sobre ele para procurar soluções. Mas como irá ser discutido se só há um enorme silêncio acerca deste assunto?

As pessoas precisam se informar e é obrigação do governo e dos profissionais de saúde espalhar essa informação. Mas parece que ninguém se importa. 

Se você, ou alguém que você conhece, estiver passando por um momento difícil procure ajuda. Se você está desesperado ligue para o CVV (número 188). Se você é de Recife (ou lugares próximos) aqui você vai encontrar uma lista de lugares que oferecem ajuda de psicólogos. Você também tem direito a um psiquiatra, se você estiver precisando. Mas passe num psicólogo primeiro que ele/a vai avaliar seu caso e ver se há necessidade ou não de um psiquiatra. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Pequenos Devaneios - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo